quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

A AIDS,  Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, se caracteriza pelo enfraquecimento do sistema de defesa do corpo, pois o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) ataca as células de defesa do nosso corpo, o que deixa o organismo vulnerável a diversas doenças oportunistas. O Vírus HIV pode ser transmitido de várias formas, dentre elas destaca-se: sexo sem proteção (oral, vaginal ou anal); agulhas e seringas contaminadas compartilhadas; da mãe para o bebê durante a gestação, parto ou amamentação; transfusão de sangue com o vírus.
O Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, 1º de dezembro, foi instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) em outubro de  1987. A data foi criada como uma forma simbólica de mobilização para todos os povos acerca da AIDS.
O laço vermelho criado em 1991 por designers que queriam homenagear amigos e familiares que haviam morrido por decorrência da doença, foi escolhido desta cor por simbolizar a ligação entre sangue e paixão e é um símbolo internacional da consciência sobre o HIV e a AIDS, que passa a ideia de solidariedade e comprometimento na luta contra a doença. O Laço Vermelho precisa ser mais que um símbolo. Deve representar as mesmas causas, que visa estimular a testagem para diagnóstico do HIV, prevenir o HIV, realizar o tratamento para quem é soropositivo e superar o preconceito.

O Ministério da Saúde estima em 734 mil brasileiros vivem com o HIV. Desse contingente, 417 mil usam os medicamentos antirretrovirais ofertados na rede pública. Portanto, estão com a carga viral mais controlada, o que reduz a chance de infectar outros indivíduos. Porém, 167 mil pessoas sabem que possuem a doença, mas não procuram tratamento. Outros 150 mil convivem com o vírus e não sabem. Ou seja, estes dois grupos permanecem com o HIV sem controle, o que representa risco elevado de infecção. Isso também se deve pela forma tardia que o vírus apresenta de se manifestar.

Fonte:http://www.aids.gov.br/noticia/2015/vamos-todos-divulgar-o-laco-vermelho-em-dezembro
http://www.aids.gov.br/pagina/o-que-e-sistema-imunologico

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Novembro Azul

“As doenças que mais matam são as que podem ser prevenidas. Conscientização e mudança de postura podem interromper esse ciclo”.

O mês de novembro é destinado internacionalmente às ações que envolvam assuntos vinculados ao câncer de próstata e à saúde do homem. No dia 17 de novembro comemorou-se o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, devido essa data foi escolhido o mês de novembro para implementar campanhas de mobilização com foco na prevenção.

A próstata é uma glândula que se localiza abaixo da bexiga e à frente do reto. É um órgão pequeno e em forma de maçã. Ela envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina é eliminada. Além disso, a próstata tem como função a produção de parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens. Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento. Este tipo de câncer é diagnosticado em maior frequência em homens da terceira idade, sendo que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos de idade. Os tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. No entanto, a grande maioria cresce de forma lenta, o que pode levar aproximadamente 15 anos para atingir 1 cm³.
O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil, em partes, pode ser resultante da evolução dos métodos diagnósticos, pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de 

















quarta-feira, 16 de novembro de 2016

14 de Novembro - Dia do Diabetes

O dia 14 de novembro é marcado por ser o oficial Dia Mundial do Diabetes. Neste dia, são realizadas ações em várias cidades do Brasil e do mundo, voltadas à prevenção da doença e ao combate das complicações diabéticas. O tema deste ano é: Olhos na Diabetes; e as duas mensagens principais que se pretendem passar são que o “monitoramento pela diabetes do tipo 2 é importante para modificar seu curso e reduzir as complicações” e que o “monitoramento por complicações diabéticas é uma parte essencial para o controle de todos os tipos de diabetes”.
O Dia Mundial do Diabetes começou a ser realizado no ano de 1991, com uma parceria entre a Federação Internacional do Diabetes e a Organização Mundial da Saúde. Desde o ano de 2006 esta é uma data considerada como internacional pela Organização das Nações Unidas. No ano seguinte, estabeleceu-se o círculo azul como símbolo desta campanha. O símbolo representa a união da comunidade diabética internacional em prol de medidas que valorizem a qualidade de vida do portador da diabetes.
Diabetes é uma doença crônica que pode ter como causa fatores metabólicos, genéticos ou fatores relacionados ao estilo de vida do indivíduo. Segundo a OMS, em 2014 a prevalência mundial de diabetes foi de 9% em adultos maiores de 18 anos e teve, em 2012, uma estimativa de 1,5 milhões de mortes diretamente causadas por diabetes.
O diabete tipo 1 (também conhecido como insulina-dependente) é caracterizado pela deficiência na produção de insulina e requer administração diária de insulina. Poliúria, fome constante, sede excessiva, fadiga e alterações na visão são alguns dos sintomas que podem ser notados. Já o diabete tipo 2 é resultado pela ineficiência do organismo em utilizar a insulina produzida. Segundo a OMS 90% da população mundial diabética apresenta esse tipo. É importante ressaltar que o tipo 2 é caracterizado principalmente por sedentarismo e obesidade. 



Para maiores informações acesse: 
http://www.idf.org/wdd-index/about.html
http://webcache.googleusercontent.com/search?
q=cache:R0vrDKj3p14J:www.diamundialdodiabetes.org.br/2016/10/25/por-que-um-circulo-azul/+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br&client=firefox-b-ab
http://www.un.org/en/sections/observances/international-days/#Nov
Organização Mundial da Saúde (OMS)