sexta-feira, 21 de abril de 2017

Simpósio PET-NUT

O PET NUT está organizando um simpósio com o tema - A polêmica da Low Carb: Moda ou ciência.


Tendo em vista como tem sido falado sobre Low Carb nas redes sociais, queremos trazer esse assunto em pauta para proporcionar uma visão crítica aos estudantes. Para isso planejamos trazer palestrantes com posicionamentos distintos.
O simpósio será no dia 11 e 12 de maio, a partir das 17:30 e contará com palestras e posteriormente uma mesa redonda.

Palestrantes confirmados
  • Nutricionista, Prof. Dra. Cristiane Cominetti
  • Nutricionista, Jalily Moura
  • Nutricionista, Me. Allys Vilela
  • Nutricionista, Doutoranda, Carolina Barros
  • Nutricionista, Prof. Dr. Gustavo Duarte Pimentel
  • Endocrinologista, Amir Saado
E muito mais…

Venha conhecer mais sobre o tema! Para mais informações acesse as redes sociais do PET NUT/ UFG

sábado, 15 de abril de 2017

A Páscoa e a tradição do chocolate



A origem do termo páscoa
Derivado do grego Paska, do latim, o termo Pascua tem uma origem religiosa e significa “alimento”, ou seja, o fim do jejum da quaresma. Por sua vez, do hebraico o termo Pesach significa "passagem, salto ou pulo", e remete à libertação do povo judeu. Do inglês, Easter, que significa Páscoa, está intimamente ligado aos cultos pagãos da deusa da fertilidade da mitologia nórdica e germânica Eostre, Ostera ou Ostara.

Entre as civilizações antigas
Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da Antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera eram de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.

A Páscoa Judaica
Entre os judeus,  Páscoa é comemorada em 8 dias de festa e assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1.250 a.C., . Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito.
Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.Por isso, nas comemorações e festejos é proibido comer pães com fermento. Essa comemoração recebe o nome de “Festa dos Pães Ázimos” (Chag haMatzot).

A Páscoa entre os cristãos
Entre os  cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior ao equinócio da Primavera (21 de março).

Concílio de Niceia (325) e a data da Páscoa no calendário cristão
No ano de 325, durante o Concílio de Niceia, houve a primeira tentativa de se estabelecer uma data que acabasse com as dúvidas sobre o dia da Páscoa. No século XVI – com a adoção do calendário gregoriano –, as dificuldades de definir a data da páscoa foram amenizadas. Foi determinado que a celebração da Páscoa ocorreria no primeiro domingo, após a primeira Lua cheia do Equinócio da Primavera, entre os dias 21 de março e 25 de abril.

E o coelhinho? E os ovos?
O coelho foi associado à Páscoa pelo fato de ser ao longo da história ser um símbolo de fertilidade, esperança e vida. Esse simbolismo é muito antigo, tendo se originado ainda na época das primeiras civilizações. Já o hábito de trocar ovos surgiu na Europa, entre os cristãos primitivos.
Os ovos eram presentes que simbolizavam o surgimento de uma nova vida, a ressurreição. Entretanto, estes ovos não eram comestíveis, muito menos de chocolate. Essa deliciosa tradição surgiu bem mais tarde, na França. 



Fontes:
https://www.todamateria.com.br/historia-da-pascoa/
http://brasilescola.uol.com.br/pascoa/historia-da-pascoa.htm
http://www.historiadetudo.com/pascoa
http://www.suapesquisa.com/historia_da_pascoa.htm

sábado, 8 de abril de 2017

Recicla Nutri não é Lixo!

O Recicla Nutri é um projeto do PET NUT que objetiva gerenciar, destinar de maneira correta e reaproveitar papéis já utilizados em outras oportunidades. Para isso, são espalhadas pela FANUT/FEN caixas de papelão tematizadas e enumeradas, em pontos estratégicos, nas quais se deposita os papéis a serem reciclados.

Porém, nem todos os papeis podem ser reutilizados:
  • Não devem ser amassados, cortados, sujos, e rasgados
  • Guardanapos, papel toalha, usados ou não também não são reciclados por nós; 


É importante lembrar que NÃO RECICLAMOS OUTROS MATERIAIS como papelão, plástico e metal.  Nós conseguimos dar um destino para pastas em bom estado, cadernos e agendas somente. 





É relevante recordar, que a instituição possui as lixeiras de reciclagem dispostas, elas podem atender as suas necessidades também! Descartando resíduos de forma correta. 







Mas e o que fazemos com a montanha de papéis que recebemos? São dois os destinos que damos: 
  • Fazemos os bloquinhos que disponibilizamos na cesta em frente a nossa sala, e para isso usamos os papéis com verso em branco, sem escritas de caneta e sem linhas.
  • Encaminhamos os papéis restantes para empresas, cooperativas de reciclagem, e locais filantrópicos. 




Para os bloquinhos estamos com a campanha "Pegue um bloquinho e ajude com um pouquinho", na qual você pega um bloquinho de notas e você é livre para contribuir com a quantia que quiser, desde 10 centavos ou até mesmo R$ 100,00! Siga seu coração e lembre do esforço e carinho que colocamos em nosso trabalho.